IBGEN:: Cursos de Graduação, MBA e Pós-Graduação em Porto Alegre

Curso: Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

O curso superior de tecnologia em Gestão de RH da Faculdade IBGEN forma profissionais para atender uma recorrente demanda do mercado: gestores de recursos humanos.

[Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos]

Como é o curso superior de tecnologia em Gestão de RH?

Objetivo:

O curso superior de tecnologia em Gestão de Recursos Humanos (RH) da Faculdade IBGEN foi concebido a partir de demandas do mercado empresarial na área de gestão de pessoas, as quais foram ratificadas pelas empresas parceiras da instituição.Objetivo:

 

O futuro profissional: 

O aluno em Gestão de RH, da Faculdade IBGEN pode, ainda durante a graduação, ocupar, de forma imediata, cargos relevantes da área de gestão de pessoas, atendendo de imediato as necessidades do mercado. Entre os cargos que pode exercer ainda como alunos estão:

  • Assistente de Recursos Humanos
  • Analista de Administração de Pessoal
  • Analista de Treinamento e Desenvolvimento
  • Analista de Remuneração

Após a formatura e com o título de Tecnólogo em Gestão de RH, o egresso poderá assumir outras posições dentro da área de Recursos Humanos, chegando até mesmo a cargos superiores de direção e gerencia.

 

Calendário Acadêmico 2016 - 01.08.16

 

Mensalidade

Consulte aqui.

 

Documentos para Matrícula:

 

  • Foto 3 x 4 e Documento de Identidade (original e cópia).

  • Certidão de Nascimento ou Casamento (original e cópia).

  • Certificado de Reservista para candidatos do sexo masculino (original e cópia).

  • Título de Eleitor (original e cópia), com comprovante de cumprimento do exercício de voto.

  • CPF próprio e CPF do responsável legal, no caso de candidato ser menor de idade (original
    e cópia).

  • Histórico Escolar do Ensino Médio ou equivalente (original).

  • Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou equivalente (original).

  • Comprovante de residência (original e cópia).

 

*Excepcionalmente, para os candidatos classificados, concluintes do Ensino Médio ou Curso equivalente que ainda não tiverem consigo o Certificado de Conclusão de Ensino Médio ou equivalente e correspondente Histórico Escolar, fornecido pela Escola de origem, é permitida a realização de matrícula provisória, desde que seja apresentada declaração de “aluno formando”, redigida e assinada, pela direção da escola de origem, em papel timbrado da Instituição.

 

Candidatos classificados ingressantes pelo ENEM devem apresentar no momento da matrícula o Boletim de Desempenho do ENEM, além dos documentos mencionados acima.

Funcionário de empresa parceira deve trazer declaração de vínculo empregatício expedido pelo departamento de RH de sua empresa.


ATENÇÃO: a não apresentação de quaisquer dos documentos anteriormente relacionados implica a não aceitação da matrícula do candidato classificado.

 

Bolsas

>

Bolsa Alto Desempenho no ENEM

Os alunos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, receberão bolsas de estudos conforme seu desempenho na prova, confira tabela abaixo: 

NOTA MÉDIA NO ENEM

BOLSA

Entre 500 e 550 pontos*

10% 

Entre 551 e 600 pontos*

15%

Entre 601 e 650 pontos*

20%

Entre 651 e 700 pontos*

30%

Acima de 700 pontos*

50%

 *O cálculo para se chegar ao desempenho do aluno no ENEM será feito pela média das pontuações obtidas em cada área do conhecimento.

>

Bolsa Diplomado/Transferência

Desconto de 20% nas mensalidades para:

  • Diplomados por outra instituição que ingressarem em um dos Cursos Superiores do IBGEN. 
  • Transferência para o IBGEN. 

>

PROUNI

Programa de Bolsas PROUNI:

O IBGEN - Instituto Brasileiro de Gestão de Negócios aderiu ao Programa Universidade para Todos, do Ministério da Educação.

O ProUni é destinado à concessão de bolsas de estudo integrais e bolsas de estudo parciais de cinqüenta por cento (meia-bolsa) para cursos de graduação.

Podem participar do PROUNI:

  • Estudante que tenha cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada na condição de bolsista integral.
  • Estudante portador de necessidades especiais.
  • Professor da rede pública de ensino que se candidate a cursos de licenciatura destinada ao magistério e à educação básica e pedagogia, independente da renda.

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deverá ter renda per capita familiar de, no máximo, um salário mínimo e meio e para as bolsas parciais, de no máximo três salários mínimos. Pelo sistema ProUni, a seleção é feita pelo resultado do ENEM.

Informe-se pelo site http://prouniportal.mec.gov.br

>

UNIPOA

 

O IBGEN mantém convênio com a Prefeitura de Porto Alegre para oferta do UNIPOA. São bolsas de 50% para os diversos cursos da Faculdade IBGEN. Os requisitos para concorrer à bolsa UNIPOA são:

  • Ser brasileiro;
  • Morar no Município de Porto Alegre;
  • Ter renda familiar mensal per capita não superior a três salários mínimos nacionais (para bolsas parciais);
  • Ter concluído o Ensino Médio;
  • Não ser diplomado em outro curso de nível superior;
  • Ter realizado provas do ENEM em um dos últimos três anos.(acesse seu boletim de desempenho aqui: 2013 e 2014 ou 2015)

As inscrições ocorrem EXCLUSIVAMENTE on-line, por meio de preenchimento de formulário. Acesse o Formulário de inscrição AQUI.

Acesse as informações completas aqui.

 

 

 

Descontos

>

Desconto Unidade Centro

Alunos que realizarem disciplinas na Unidade Centro à NOITE receberão um desconto para o pagamento em dia. Veja os cursos e descontos abaixo: 

 

ÁREA DE GESTÃO:

Administração: 20% 

Gestão Comercial: 15%

Gestão de Recursos Humanos: 15%

Gestão Financeira: 15%

Processos Gerenciais: 15%

Logística: 15%

 

ÁREA DE TI

Redes de Computadores: 15%

Sistemas de Internet: 15%

Financiamentos

>

FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil(Fies) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitas na forma da Lei 10.260/2001. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Em 2010, o FIES passou a funcionar em um novo formato: a taxa de juros do financiamento passou a ser de 3,4% a.a., o período de carência passou para 18 meses e o período de amortização para 3 (três) vezes o período de duração regular do curso + 12 meses. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) passou a ser o Agente Operador do Programa para contratos formalizados a partir de 2010. Além disso, o percentual de financiamento subiu para até 100% e as inscrições passaram a ser feitas em fluxo contínuo, permitindo ao estudante o solicitar do financiamento em qualquer período do ano.

A partir do segundo semestre de 2015, os financiamentos concedidos com recursos do Fies passaram a ter taxa de juros de 6,5% ao ano com vistas a contribuir para a sustentabilidade do programa, possibilitando sua continuidade enquanto política pública perene de inclusão social e de democratização do ensino superior. O intuito é de também realizar um realinhamento da taxa de juros às condições existentes no ao cenário econômico e à necessidade de ajuste fiscal.

FONTE: http://sisfiesportal.mec.gov.br/fies

já decidi meu curso quero me inscrever

Vestibular 2017-1

[Vestibular 2017-1]

Ainda tem dúvidas? Envie uma mensagem que retornaremos o mais rápido possível.

[Aguarde, carregando...]