FTEC IBGEN:: Cursos de Graduação, MBA e Pós-Graduação em Porto Alegre

[Como fazer faculdade pelo FIES]

Publicado em: 18/07/2016 às 10:00:00

Como fazer faculdade pelo FIES

Quando pensamos em faculdade privada, associamos a mensalidades que não cabem no seu bolso. O FIES nasceu em 1999 para facilitar o acesso dessas pessoas ao ensino superior.

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, mais conhecido como FIES. Foi criado pelo Governo Federal para financiar a graduação de estudantes do Ensino Superior da rede privada, ele é destinado para aqueles que não possuem condições de pagar uma faculdade, mas querem ter uma graduação em seu currículo.

 

CADASTRO DO FIES

A seleção dos alunos é feita exclusivamente como base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) a partir do ano de 2010.

Para participar do FIES o aluno precisa ter:

  • Nota mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM);
  • Ter feito o ENEM e não ter zerado a redação;
  • Alunos cuja renda familiar mensal bruta per capita seja igual ou inferior a 2,5 salários mínimos.

Quem não pode solicitar o FIES:

  • Quem não tenha sido pré–selecionado no processo conduzido pelo MEC
  • Quem já foi beneficiado com financiamento do FIES não poderá solicitar novo;
  • Quem já concluiu um curso superior;
  • Quem é beneficiário de bolsa integral do PROUNI.



NOVAS REGRAS

No ano de 2016 o prazo para pagamento aumentou passando de duas vezes a duração do curso para três vezes a duração do curso, dando mais tempo para o aluno conseguir concluir o pagamento total de sua faculdade. Outra regra nova anunciada em 2016 foi à redução do valor mínimo das prestações que antes era de R$100,00 e agora é de R$50,00. As taxa de juros são de 6,5% ao ano.




COMO FUNCIONA O FIES?

O aluno que consegue o FIES precisa fazer um contrato de financiamento junto a um dos dois bancos autorizados pelo FIES (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal), as mensalidades são pagas pelo banco diretamente para a instituição de ensino.

O financiamento do FIES está dividido em três fases:

  • Fase de utilização: esta é a fase em que o aluno está estudando no curso financiado. Durante esse período, o estudante paga um boleto de no máximo R$ 50,00 a cada trimestre. Esse valor é referente aos juros do financiamento. A cada seis meses, o aluno também precisa renovar o contrato, comprovando que ainda está matriculado no curso financiado. Essa renovação semestral do contrato do FIES é chamada de “aditamento”.
  • Fase de carência: período de 18 meses (um ano e meio) que inicia na data em que o aluno se forma. Durante a fase de carência, o estudante continua a pagar somente as parcelas trimestrais referentes aos juros (R$ 50,00, no máximo, a cada três meses).
  • Fase de amortização:  fase que inicia 18 meses após a formatura e é nesse período que o beneficiário do FIES começa a pagar a dívida do financiamento. Essa dívida é parcelada em até três vezes a duração do curso financiado, mais um ano.

 

O FIES pode ser a oportunidade você entrar na faculdade, e garantir um futuro próspero. Além de ter das vantagens vistas acima, ele te oportuniza o aprendizado, que é o maior legado que pode ser adquirida durante a vida.

As inscrições para o segundo semestre começam no dia 14 e vão até o dia 17 de junho.

 

Mais informações no portal do MEC:

http://fiesselecao.mec.gov.br/index.php?pagina=cronograma